terça-feira, 24 de maio de 2011

PRONUNCIAMENTO




Discurso proferido pelo Deputado Antonio Bulhões na Câmara Federal (quinta-feira - 19/05/2011).

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, não pude deixar de vir à Tribuna hoje para manifestar a minha preocupação com o kit de combate à homofobia que está para ser distribuído nas escolas, possivelmente a partir do semestre que vem.


Refiro-me ao material composto de três vídeos e de um guia de orientação aos professores, elaborado para combater o preconceito contra os homossexuais em instituições de ensino. Ele faz parte de um convênio firmado entre o Ministério da Educação (MEC), com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e a ONG Ecos (Comunicação em Sexualidade).

 Embora o kit ainda esteja em fase de análise no MEC, assombra a possibilidade de o resultado final seguir a linha dos vídeos já exibidos nas audiências públicas no âmbito desta Casa.
 Em um deles, com o título “Encontrando Bianca”, um adolescente de uns 15 anos apresenta-se como José Ricardo, vestido, contudo, como uma menina. Diz que gosta de ser chamado de Bianca e manifesta a sua insatisfação em ser chamado pelo nome masculino na hora da chamada. O jovem travesti parece flertar um colega, dizendo ter superado o bullying causado pelo comportamento homofóbico no ambiente escolar.
 Em outro vídeo duas adolescentes aparecem namorando. As cenas, Senhoras e Senhores, não são apropriadas, pois estimulam não só a sexualidade precoce, mas também o homossexualismo!

 Apesar de ser totalmente contrário a quaisquer formas de preconceito, discriminação ou preconceito, penso que o caminho escolhido pelo MEC não é o mais adequado. O preconceito lamentavelmente ocorre por vários motivos. Nas escolas, alunos sofrem agressão por estarem acima ou abaixo do peso, por serem considerados bonitos ou feios demais, por apresentarem desempenho escolar acima ou abaixo da média, enfim, por serem diferentes da maioria. Fora das escolas, as causas também têm a mesma raiz: a dificuldade na aceitação das diferenças.
 Por esse motivo, o que as escolas e os professores deveriam fazer é ensinar a tolerância e o respeito de maneira mais ampla possível, pois formas de discriminação lamentavelmente existem muitas,  e não é o mais conveniente criar vídeos específicos  para combater os diversos preconceitos:  em razão do sexo ou estado civil, da opção sexual, raça, cor, condição econômica, deficiência, origem ou idade, para citar apenas alguns exemplos.

 Para concluir, penso que cumpre à família exercer o papel de orientar as crianças e adolescentes no tocante à sexualidade, pois a questão é complexa e comporta muitos posicionamentos diferentes.

Era o que tinha a dizer, Senhor Presidente.
 Muito obrigado.
Fonte:  http://www.deputadoantoniobulhoes.com.br/

Acredito ser esse tema, atual, e digno de nossas orações.
Deus abençoe.

4 comentários:

Malu disse...

Concordo contigo em todas as vírgulas e pontos, pois a família é o sustento do UNIVERSO...
Mas muitas estão se retirando das responsabilidades que lhes foram atribuídas... Uma pena.
Tenho um texto sobre o Bullying em meu blog (IN)PERCEPÇÕES que fala bem sobre o fator familiar...
Abraços

Mensagens abencoadoras!!! disse...

Tema SEmpre atual! verdade minha querida!
Mas muitos nao querem nem saber....
Gostei daqui!Vamos todos juntos "dar pernas" ao evangelho do Senhor Jesus!!!!!
Obrigada por estar no meu cantinho!!
Va la sempre ta?
Muitos bjusssssssss
Marly

Daiane disse...

Ola querido(a) estou passando para avisar que a partir desta semana estarei visitando somente os blogs cadastrados la no meu blog Deus em Mim,portanto se desejas que eu esteja presente todos os dias no seu cantinho,esteja se alistando em forma de comentário na pagina que fiz especialmente para isto.Vá ate o Deus em Mim e então verá como faze-lo ok.Bj e fique na Paz do Senhor!Prometo estar mais presente.
Ah se você já se alistou desconsidere este recado por favor!
Daiane
http://daiane-deusemmim.blogspot.com/

Aline Moulin disse...

Oi Elizandra vim retribuir sua visitinha no meu blog obrigada pelo elogio espero melhorar cada dia mas pois a intenção é levar Jesus a todos, vamos juntas fazer chegar o Amor de Deus a centenas e milhares em nome Jesus.